sexta-feira, 12 de agosto de 2011

SEM PALAVRAS PARA NERUDA





Se sou amada,

Quanto mais amada

Mais correspondo ao amor.

Se sou esquecida,

Devo esquecer também,

Pois amor é feito espelho:

Tem que ter reflexo!



Pablo Neruda











Dois amantes felizes não têm fim nem morte,

nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,

são eternos como é a natureza.

Pablo Neruda















Dois...

Apenas dois.

Dois seres...

Dois objetos patéticos.

Cursos paralelos

Frente a frente...

...Sempre...

...A se olharem...

Pensar talvez:

“Paralelos que se encontram no infinito...”

No entanto sós por enquanto.

Eternamente dois apenas.

Pablo Neruda















Quero apenas cinco coisas..

Primeiro é o amor sem fim

A segunda é ver o outono

A terceira é o grave inverno

Em quarto lugar o verão

A quinta coisa são teus olhos

Não quero dormir sem teus olhos.

Não quero ser... sem que me olhes.

Abro mão da primavera para que continues me olhando.

Pablo Neruda











"Amo-te sem saber como, nem quando, nem onde, amo-te simplesmente sem problemas nem orgulho: amo-te assim porque não sei amar de outra maneira."

Pablo Neruda













"Morre lentamente quem evita uma paixão , quem prefere o preto sobre o branco e os pontos sobre os “is” em detrimento de um redemoinho de emoções , justamente as que resgatam o brilho dos olhos , sorrisos dos bocejos , corações aos tropeços e sentimentos".

Pablo Neruda









"Se cada dia cai, dentro de cada noite,

há um poço

onde a claridade está presa.

há que sentar-se na beira

do poço da sombra

e pescar luz caída

com paciência."

Pablo Neruda





"Algum dia em qualquer parte, em qualquer lugar indefectivelmente te encontrarás a ti mesmo, e essa, só essa, pode ser a mais feliz ou a mais amarga de tuas horas."

Pablo Neruda















"Em teu abraço eu abraço o que existe

a areia, o tempo, a árvore da chuva

E tudo vive para que eu viva:

sem ir tão longe posso vê-lo todo:

veio em tua vida todo o vivente."

Pablo Neruda







8 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Oi minha querida...
    Vim deixar um beijo...e dizer que está belíssima esta sua postagem...

    uau..cada dia mais afinada hein???

    Boa noite e bom finde pra você...

    abreijos...

    ResponderExcluir
  4. Boa noite!Fátima lindo blog lindas postagens já estou te seguindo

    Deixo aqui o link dos meus blog e o convite para vc me visitar e se quiser me seguir tb se gostar.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. OIIIII, VIM DEIXAR MAIS UM BEIJO POR AQUI...JÁ DEIXEI LÁ NO PASSIONE...

    ResponderExcluir
  6. Fa querida passando para admirar os textos de Pablo, lindas. Bela postagem beijos.

    ResponderExcluir
  7. Uma verdadeira viagem "Nerudiana"... que delícia....Querida amiga ando ainda naquela correria e cheia de pbls a resolver, tanto que mal nautei esta semana:-( mas já cuidarei da minha Ilha, coitada tá abandonadinha por mim, mas logo as palhas dos coqueirais irão balançar, mas antes dei minha pausa para poesia e te espero lá no Ostra, viajei pelo teu mundo poético e te oferto o selo de blog poético da semana. É de coração. Um beijo doce e aproveita o FDS com sabedoria.

    ResponderExcluir
  8. .


    Voei como voam as folhas no
    vendaval. Eu sei de onde eu
    venho, mas ignoro o lugar
    aonde viverei...

    silvioafonso





    .

    ResponderExcluir