quinta-feira, 15 de maio de 2008

CHEGAR E FICAR


Chegar,
como a brisa que atravessa a janela.
Trazendo as alegrias ,
após atravessar procelas sombrias.

Chegar,
como o barco
soprando de leve,
as brumas do passado.

Chegar,
como a saudade.
Que bate ,
de manso, no coração.


Chegar
como a chuva , finhinha,
mansinha, criadeira,
necessária e tão querida.

Ficar,
nas lembranças do passado,
nas estampas do presente,
A retratar nosso ontem no hoje.

Ficar,
para sempre.
Na imagem nunca esquecida,
dos que nos são tão queridos.


A vida é chegar e ficar,
para sempre.
Vida nunca será partida.

Cecilia Meirelles in "Poesia Reunida"

2 comentários:

  1. Oi Fátima, parabéns pelo novo Blog.
    Esta sua foto está linda....
    Beijão do Zé Carlos

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Fátima..grata pelo teu carinho la no meu jardim..vim aqui conhecer esta essência de amor, e me deparei com os lindos versos da Cecília Meireles, uma das minhas poetisas prediletas.Conheci o mundo dos blogs pelo nosso amigo em comum, Zé Carlos e foi então que surgiram os meus e estou muito feliz, porque vejo que é uma comunidade onde o carinho é constante e o pessoal bem unido. Que voce tenha um dia muito feliz. Beijos carinhosos, guida

    ResponderExcluir